Vinho tinto pode ajudar a prevenir cancro colo-rectal

9 Out

vinho tinto previne cancro colo rectal

Um copo de vinho tinto por dia pode ajudar a prevenir o cancro colo-rectal. O efeito protetor da bebida está associado a um químico presente nas uvas vermelhas, o resveratrol, concluiu um novo estudo desenvolvido por investigadores do Reino Unido e publicado na revista científica Science Translational Medicine.

Estudos anteriores tinham já analisado os efeitos da toma de doses elevadas de resveratrol purificado enquanto possível forma de prevenção do cancro, mas, pela primeira vez, cientistas da Universidade de Leicester, em Inglaterra, decidiram avaliar os benefícios de uma pequena dose diária – o equivalente a um copo de 250 ml de vinho tinto – em comparação com os de uma quantidade 200 vezes superior.

Os investigadores administraram uma pequena dose de resveratrol a ratinhos propensos ao desenvolvimento de cancro colo-rectal, observando uma diminuição de 50% no tamanho dos tumores. Aqueles que receberam, por outro lado, uma grande quantidade do composto, apenas beneficiaram de uma redução de 25%.

Em comunicado, a equipa da Universidade de Leicester explica que “as doses baixas de resveratrol foram duas vezes mais eficazes do que uma dose elevada no que respeita a travar o crescimento tumoral, embora este efeito só se tenha observado em modelos animais que seguiram uma dieta rica em gorduras”.

Em testes realizados com amostras de tumores de pacientes com este tipo de cancro que receberam doses diferentes de resveratrol, os investigadores constataram, também, que mesmo pequenas quantidades do químico são capazes de penetrar nas células cancerígenas e, potencialmente, afetar os processos envolvidos no crescimento de tumores.

“Pela primeira vez, vimos que, com o resveratrol, menos é mais”, afirma Karen Brown, docente do Departamento de Estudos Oncológicos da Universidade de Leicester. “Este estudo prova que pequenas quantidades podem ser mais eficazes na prevenção dos tumores do que doses elevadas”, frisa a especialista.

Brown sublinha que este efeito pode ser comum “a outros químicos e vitaminas derivados de plantas que estão, também, a ser estudados com vista à prevenção do cancro” e alerta que estes são, porém, resultados preliminares, pelo que vão ser necessários ensaios clínicos com indivíduos com elevado risco de cancro colo-rectal para provar a eficácia do resveratrol.

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês).

The following two tabs change content below.
Todos os dias há acontecimentos positivos em Portugal e no mundo que devem ser destacados: essa é a função do Boas Notícias.

Poderá também gostar:

* 1 Estrela ** 2 Estrelas ** 3 Estrelas ** 4 Estrelas ** 5 Estrelas * (3 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...


Etiquetas: ,

Ainda ninguém comentou, seja o primeiro.

Deixe a sua opinião