Receita de Bolo de Bolachas Oreo

6 Fev

Receita de Bolo de Bolcachas Oreo

Por ocasião de um almoço entre sobrinhos feito por mim, foi-me pedido um bolo de bolachas Oreo. Devido à minha ignorância sobre este doce, uma sobrinha facultou-me uma receita da internet para que eu me orientasse. Acabei por fazer o bolo ao meu jeito, que andar a reproduzir receitas de outros lados tem pouca piada, mesmo receando frustrar as expectativas dos jovens.
Acabou por ser uma espécie de cheesecake no que diz respeito ao sabor e textura, sem a inclusão de queijo (noutra oportunidade coloco aqui a receita do meu cheesecake). Tudo correu bem, felizmente, eles gostaram e deixo-vos aqui as indicações para que o possam fazer em casa.

Ingredientes para a base de bolacha

  • 20 bolachas Oreo
  • 100gr. de manteiga
  • Leite (se necessário)

Comecei por separar as bolachas Oreo em duas metades, retirando com cuidado o recheio. Este tem de ficar com a forma intacta, circular.

Coloquei todos os círculos num prato e reservei no frigorífico. Piquei as metades de Oreo numa picadora até ficar um granulado fino e adicionei manteiga cremosa, misturando mais um pouco na máquina. A massa deve ficar com uma consistência que permita estender na forma sem quebrar, ou seja, não pode ficar nem demasiado mole nem demasiado seca.

Neste último caso, se notarem, como eu, que a pasta está quebradiça, adicionem uma pinga de leite e misturem bem. Eu usei uma forma redonda com aproximadamente 23 cm de diãmetro.

Esta foi barrada com margarina e forrada com película aderente. A margarina permite que a película cole bem às paredes da forma e também ajuda, mais tarde, a desenformar.

Depois da forma bem forrada, pus a massa de bolacha no fundo e espalhei calcando bem e cobrindo toda a superfície. Vejam as fotos exemplificativas. Levei a forma ao frigorífico e fui tratar do creme.

Ingredientes para o creme

  • 2 pacotes da natas
  • 1 lata de leite condensado cozido
  • Raspa e sumo de 1 limão
  • 6 folhas de gelatina (das médias)
  • 0,5 dl de leite

Coloquei as folhas de gelatina de molho em água fresca. Elas ficam molinhas, como podem ver na foto. Devem espremer as folhas para libertar a água em excesso.

Para o creme, pus as natas a refrescar no congelador durante uma meia hora, sem deixar endurecer.

Bati-as em chatilly firme e adicionei o leite condensado cozido, batendo mais um pouco. De seguinda, misturei a raspa e o sumo de limão.

Aqueci o leite, sem ferver, e juntei a gelatina (espremida, não se esqueçam), para dissolver. Adicionei o leite ao creme de natas, envolvendo bem.

Tirei a forma do frigorífico e despejei o creme, deixando-o bem alisado. Pus a refrescar um pouco para que ganhasse alguma consistência.

Para a cobertura, ralei 5 bolachas Oreo com creme e cobri o topo do bolo, calcando suavemente, com a mão, para que o granulado se entranhasse ligeiramente no creme.

Para desenformar o bolo, basta colocar a forma num recipiente com água quente durante uns segundos ou o tempo necessário mas tenham cuidado para não exagerar, senão o creme fica muito mole e os laterais do bolo descaem. Eu inverti a forma e, com paciência, dei umas batidas no fundo e puxei delicadamente a película aderente para que esta descolasse da forma.

Como o bolo fica invertido no prato, com a base de bolacha para cima, voltei a invertê-lo para outro suporte.

E, por fim, decorei com as rodelas de recheio.

Sugestão

Por uma questão estética, se preferirem que o creme do bolo fique mais branquinho e faça contraste com o preto das bolachas, usem leite condensado “normal” em vez da versão cozida. Por eu ter usado este último, o meu creme ficou com uma tonalidade mais “tostadinha”.

Espero que gostem!

Poderá também gostar:

* 1 Estrela ** 2 Estrelas ** 3 Estrelas ** 4 Estrelas ** 5 Estrelas * (10 votes, average: 4,60 out of 5)
Loading...


Etiquetas: , ,

Ainda ninguém comentou, seja o primeiro.

Deixe a sua opinião